4 de set de 2011

-

Sente-se do meu lado e compartilhe comigo 
longos momentos de solidão,
conhecendo tanto a nossa absoluta solitude 
quanto o nosso inegável pertencer.
Dance comigo no silêncio e no som das pequenas palavras cotidianas,
sem que eu me responsabilize no fim do dia
por nenhum de nós dois.

E quando o som de todas as declarações 
das nossas mais sinceras intenções tiver desaparecido no vento,
dance comigo na pausa infinita 
antes da grande inalação seguinte do alento 
que nos sopra a todos na existência,
sem encher o vazio a partir de dentro ou de fora.

Não diga “Sim!”.
Pegue apenas a minha mão e dance comigo.
[A dança, Oriah Mountain Dreamer]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sorriso