27 de out de 2011

encontro

Na ânsia de encontrar o motivo que fazia meu coração pulsar buscava teus olhos nos olhos de cada um. Encontrei-os aflitos, brilhando intensos e pareceu-me que desejavam o mesmo que os meus. Inicialmente a modéstia fez-me crer que só eles me bastariam. Mas não. Desejei e desejo mais. Suas mãos, seus cabelos, sua boca. Estranhíssimo não conseguir falar sabendo-se que há tanto a ser dito. Mas por uma fração de segundo pude sentir teus olhos falando aos meus o que nenhuma palavra poderia explicar. Imprevisível demais, poderia causar incertezas, angústia. Porém a verdade é que eu amo imprevisibilidades. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sorriso