2 de abr de 2012

-

"Fui à janela indagar da noite por que razão os sonhos hão de ser assim tão tênues que se esgarçam ao menor abrir de olhos ou voltar de corpo, e não continuam mais."
[Dom Casmurro, Machado de Assis] 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sorriso