10 de jan de 2013

Pela luz dos olhos teus

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai que bom que isso é meu Deus
Que frio que me dá o encontro desse olhar
Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus só pra me provocar
Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar
Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus já não pode esperar
Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus sem mais lará lará
Pela luz dos olhos teus
Eu acho meu amor que só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar. 
[Vinícius de Moraes]

2 comentários:

  1. Oi, Manuzinha, boa tarde!!
    Como sempre, uma linda postagem. parece que somos ambos muito fãs de Vinícius! E especialmente este, que é um poema de relacionamento ideal!
    Querida, estou indo para uma missão fora do país e, por causa das atividades e dificuldades características, passarei um bom tempo sem poder acompanhar e comentar em seu blog, o que é uma pena.
    Também deixarei de escrever no meu.
    Amei ter estado aqui. Esse é um de meus blogs preferidos.
    Não sei como minha vida se desenvolverá, a partir dessa viagem, por isso, esse até logo pode durar um pouco mais.
    Peço perdão por alguma inconveniência, algo mal escrito ou mal entendido.
    Continue sempre escrevendo, você tem um talento maravilhoso, e muitas pessoas amam o que você faz!
    Um beijo carinhoso
    Doces sonhos
    Lello Bandeira
    lello-bandeira@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Lello!
    Fico muito feliz, além de lisonjeada com sua presença aqui no blog, como é bom encontrar pessoas como você, sensíveis e capazes de serem tocadas intensamente por uma imagem, texto ou poesia. Aproveito para lhe desejar sorte e muito sucesso nos seus planos e também no que vier inesperadamente, e que os acontecimentos da sua vida possam te causar grande felicidade.
    Beijo carinhoso.
    Acho que essa frase combina com você:
    "Preciso de magia. Não consigo viver em preto e branco." (Friedrich Nietzsche)

    ResponderExcluir

sorriso