18 de mai de 2012

-

"Cruzou os braços num desespero tão heroico que tudo se alargou no espaço pra conter o silêncio daquele penar." 
[Macunaíma, Mário de Andrade] 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sorriso