26 de ago de 2012

-

"Cama de luar, lençol de estrelas, suspiros da hora da morte que são os suspiros e os ais da hora extrema do amor"
(Jorge Amado, Terras do Sem Fim) 

2 comentários:

  1. Oi, Manu, bom dia!!
    A hora extrema do amor deixa a beleza, deixa os suspiros, deixa os ais, deixa o silêncio... E os deixa porque o amor mesmo não pode ficar... Um lindo trecho, menina!
    Um beijo carinhoso
    Doces sonhos
    Lello

    ResponderExcluir
  2. Boa noite!
    Que frase mais linda...
    Adorei o seu cantinho!

    Seguindo :)

    ResponderExcluir

sorriso